quinta-feira, 12 de julho de 2012

# 352


Quase, quase que o podia comer, juro!
Coisinha boa. Não hei-de morrer sem estar com um .

1 comentário:

Sandrinha disse...

hoo, que amor. Também adorava! :)