terça-feira, 15 de maio de 2012

Meus excertos

Só me meto em alhadas mesmo sem as procurar. É sina, caio nelas. Eu nao estava á procura de nada nem ninguém. Eu estava a colar todos os meus pedaços, estava a começar a apreciar a minha liberdade. Ele pode ser o tal, como tambem pode nao ser. E o meu maior medo é arriscar e nao conseguir gostar dele como ele gosta mim. Há uma química, uma atracção? Há sim! Mas e depois? Se nao desenvolve? Vou deixar que ele crie sentimento e esperanças para o deixar desamparado? Ninguém merece e eu sou a primeira a assinar por baixo. 

12 comentários:

AF disse...

estou num impasse do mesmo género... é querer e não querer envolver-me novamente em alhadas! :s
como te percebo querida!

beijinho beijinho **,

Anita Garcia disse...

Não inicies nada sério nem dês esperanças... vai deixando fluir... não o habitues a ti se não houver tua intenção de ficares... Digo isto estando do lado de lá... é que, no final, não há culpados, mas há um que sofre mais que o outro...

*LaVieEnBleu* disse...

Quando menos se procura é quando mais se encontra... Mesmo assim em caso de dúvida, acredito que é sempre preferível arriscar-se...

MC- Maria Capaz disse...

Odeio qund isso acontece ...

GATA disse...

Dizem que "quem não arrisca, não petisca"... :-)

1 disse...

Calma rapariga!
deixa andar.... Ele declarou-se, sim, mas clama. Não quer dizer que esteja loucamente apaixonado!
Deixa rolar!
Quanto mais pensares, mais stressares pior será!

Cat disse...

Babe, tu sabes... Tu conheces-me melhor que ninguém. Sabes que eu penso demais
LY

N. disse...

Acho que já te disse tudo o que tinha a dizer. :)

Aflito disse...

Acredita só quando ele te der um BMW. :|

Cat disse...

Bem pensado! Vou-lhe dar o toque ;)

Maria Lúcia disse...

Deixa as coisas acontecerem... Vai tudo correr bem Cat!

Beijinhos*

NS disse...

Deixa andar, com calma. Se tudo for tratado sempre com verdade corre bem.
(Nunca comento, mas já me ri muitas vezes que nem uma perdida neste teu cantinho. É paragem obrigatória!);)