sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sabes o que é frustrante? Eu digo-te

É frustrante ser licenciada em Portugal e ainda ter mais uma pós-graduação para pesar ainda mais no currículo. É frustrante entrar no ensino superior sabendo que a nossa área é promissora e sair dele sem uma réstia de esperança para nos empregarmos.
É frustrante dar o litro para fazer o curso, contar os tostões até ao final do mês e quase passar fome.
É frustrante teres uma bolsa mais pequena do que muitos filhos dos papás que encobrem os seus bens.
É frustrante que cometam um erro de cálculo na tua bolsa e te exijam que pagues tudo aquilo que te deram até então.
É frustrante deixar o mestrado por falta de dinheiro mesmo já quando só faltava a merda da tese.


Passados uns anos.


É frustrante encontrares colegas que curso que se estavam a borrifar para tudo aquilo, que fizeram as cadeiras com grandes cunhas, com grandes n€tas ou na horizontal.
É frustrante ver que eles fizeram o curso só para ser mais um doutor na família e deixar os papás endinheirados felizes e de papo-cheio perante a sociedade lá da terriola.
É frustrante ver os seus brutos carros, brutos sapatos, brutos fatos cheios de pompa e circunstância.
É frustrante saber que eles nunca quiseram aquilo, MAS QUE MESMO ASSIM ESTÃO EMPREGADOS E A GANHAR MILHARES.

Esta merda sim é frustrante.
Só apetece mandar a nossa sorte pó caralho mais velho, e que a puta da vida passe bem e ao largo.


E pronto, já me passaram os 5 minutos. Amanhã entro cedo na padaria.
Boa noite

4 comentários:

TimTim disse...

Tens toda a razão

Coquinhas disse...

So me ocorre dizer oh yeah é bebe. é isso mesmo, infelizmente

Bookworm disse...

Infelizmente nem tudo é cor-de-rosa! Mas há sempre que ter esperança... Até no secundário verificam-se algumas dessas coisas... Malta que anda lá a passear os livros e depois saem-se melhor dos que andaram a marrar três anos e ainda a trabalhar ao mesmo tempo.

teardrop disse...

Este post escapou-me e tinha mesmo que o comentar! Sei bem como é... felizmente ainda acabei o curso numa época de "vacas gordas" e tenho um emprego razoável que consegui à minha custa. Mas sofri tudo o que relatas na pele, durante o curso e agora, quando me cruzo com algumas pessoas fraquinhas que só elas com grandes empregos que arranjaram sabemos bem como...
Continua a acreditar! Beijinhos