segunda-feira, 16 de abril de 2012

Odeio-te saudade

Já admiti aqui, mais que uma vez, que sou uma pessoa saudosa e que a saudade é algo que faz parte de mim.
Mas a minha relação com ela é de amor-ódio.

Detesto ir ao Arrábida Shopping. Foi dos últimos sítios onde estivemos juntos.
Parece que o vejo em todo o lado e além disso, são de lá as minhas memórias mais frescas.
Vejo-me sentada com ele a jantar, amuados, porque não me deixou comer a sobremesa dele.
Vejo-o a abraçar-me nas escadas rolantes e a beijar-me a testa.
Vejo-nos no cinema sempre de mão dada.

Não que ainda existe aquele sentimento forte. Mas a saudade, essa, mata-me. Ela bate forte e faz-me esquecer aquela cruz que desenhei sobre o nome dele e só me dá vontade de voltar para trás.

4 comentários:

Geri disse...

Revejo-me imenso neste post, há um shopping no Porto onde nunca vou pelo simples facto de que me traz memórias que quero esquecer.
Passado todo este tempo ainda evito lugares onde poderei encontrá-lo e anseio pelo dia em que acorde e isso já não me faça diferença nenhuma.

GATA disse...

Só tenho saudades de coisas boas! O resto é merda!

_Jo_ disse...

Como te entendo querida.... E como e revejo em tudo o que escreves....

Bookworm disse...

Tudo passa querida, tudo passa! Já senti-me assim e percebo-te perfeitamente. A melhor cura foi encontrar alguém novo, mas isso, o amor, vem com o tempo ;)